domingo, 10 de Fevereiro de 2008

Método do calendário

É um método que calcula pela contagem dos dias, o período em que a mulher estará fértil, ou seja, o período em que se dará a ovulação. Neste período ela deve evitar ter relações sexuais ou tê-las usando o preservativo para não correr o risco de engravidar.


Como utilizar:

A mulher deve marcar num calendário o dia que começa sua menstruação por 6 ou 7 meses. Dessa forma poderá contar o número de dias de seu ciclo menstrual, ou seja, quantos dias se passam entre uma menstruação e outra.
Se a mulher possuir um ciclo menstrual regular, de 28 dias a contagem do seu período fértil é determinado da seguinte maneira:


28 -18 = 10
28 – 11= 17
O período fértil será entre o 10º e o 17º dia, inclusive



Para o caso de ter um ciclo irregular de 25 dias a 30 dias a contagem é feita da seguinte maneira:


25 -18 = 7
30 – 11= 19
O período fértil será entre o 7º e o 19º dia, inclusive


Então a mulher deve marcar num calendário, os dias do seu ciclo, e as datas em que deverá menstruar novamente. Também deve marcar em outra cor os dias em que será o seu período fértil, anteriormente determinado.
Nesses dias que foram sublinhados (período fértil) a mulher não deve ter relações sexuais, ou tê-las usando preservativo, pois estará no período fértil. Nesse período o óvulo está a ser libertado e pode ser fecundado ocorrendo uma gravidez.

Vantagens:

· Este método favorece o conhecimento dos períodos de menstruação e fertilidade de cada mulher.
· Não apresenta efeitos secundários.

Desvantagens:

· Este método exige disciplina da mulher nas anotações mensais de seu ciclo menstrual e necessita de abstinência ou uso de preservativo nos dias férteis.
· Não deve ser utilizado no período em que a mulher estiver a amamentar, pois a menstruação desregula bem como o período fértil.
· Não previne contra as Doenças sexualmente transmissíveis.
· Não é recomendado para adolescentes, pois podem ocorrer falhas e consequente gravidez.


Reflexão pessoal: O método do calendário, hoje em dia é muito pouco frequente, a isto deve-se não só ao aparecimento de novos métodos de contracepção, como também ao facto de ser pouco viável por si só. Qualquer alteração no sistema nervoso ou em qualquer outro pode fazer com que o ciclo menstrual da mulher seja alterado. Não surtindo qualquer efeito este método.

Sem comentários: